...

A culinária da Argentina - comidas típicas



Muito se questiona sobre as comidas típicas da Argentina, pois quem não as conhece deseja saber se valem tanto a pena como as belezas naturais e pontos turísticos do país. Hoje em dia quem faz turismo para o país já coloca na rota os restaurantes com pratos tradicionais.


Quem está com a dúvida sobre as receitas, pode ter certeza que valem mais do que a pena. É o que você verá ao ler o texto, que traz também muitas curiosidades sobre os costumes desse belo país.

História

A Argentina é o segundo maior país em extensão territorial da América do Sul e o terceiro maior em população. Durante o século 16 a cozinha local ainda era um tanto arcaica. Mais tarde chegaram chefes franceses para enriquecer a gastronomia do país. Esse misto de culturas culinárias durou pouco. Com o passar do tempo, a cultura gastronômica começou a declinar. 


Foi com a chegada dos espanhóis e italianos na época da colonização, que a gastronomia se acentuou, acrescentando variações à arte de cozinhar, que então se encontrava empobrecida. Durante o período colonial argentino, e no século 19, comia-se muito. Porém, as lojas especializadas em doces, bebidas e licores, bem como as padarias, se encontravam fora do país. 

Algumas comidas eram exportadas do Chile ou de Assunção, no Paraguai. No século 20 a Argentina que antes gozava de uma economia forte, passou por diversas crises financeiras. Os alimentos já não conseguiam suprir a demanda da população. 

Assim como outros países da América Latina, os argentinos possuem uma cultura de um estado muito presente na economia. Os últimos países a abandonarem o governo absolutista na Europa, Portugal e Espanha, foram justamente os reinos que colonizaram o continente latino-americano. É um fato marcante que em governos centralizadores é muito comum que a moeda do país se desvalorize, e comece a haver escassez.

As exceções, como também é comum, estavam na mesa das classes mais ricas, que ainda continham um toque afrancesado no cardápio. Esse quadro de crise ia melhorando com a chegada de imigrantes de diversos países europeus, que possuíam mão de obra e experiência na indústria.

A culinária alemã, também contribuiu com seus hábitos gastronômicos, já que muitos imigrantes vieram estabelecer uma vida nova na região. Podemos também encontrar a cozinha inglesa na preparação dos condimentos. e judeus contribuíram para enriquecer e salvar essa gastronomia.

Mas o país que realmente influenciou a gastronomia foi a Itália. Pratos espanhóis eram consumidos em muitos lugares, mas ainda eram tidos como tal, sem ter espaço para que houvesse uma mistura entre as demais culturas. Com os italianos foi diferente.

Com a chegada dos imigrantes da Itália, convencionou-se outra cultura gastronômica, porque além dos ingredientes e as comidas típicas da Argentina, esses imigrantes também trouxeram na bagagem hábitos sociais de grande valia para a gastronomia local. 

A influência foi tanta, que em pouco tempo, Buenos Aires se tornou o terceiro maior consumidor de pizza do mundo, ficando atrás de Nova York e obviamente a Itália. Trazendo a sua conhecida massa, os italianos permitiram que fossem feitos diversos pratos que ali inexistiam: o nhoque, o macarrão, a pizza, raviólis, canelone, risotos, a preparação dos pescados e frutos do mar, etc.

Além desses preparados, os italianos também apresentaram condimentos como o molho de tomate, o consumo de frutas secas, azeite de oliva e azeitonas, além de massificarem o vinho, bebida que hoje está presente na gastronomia de todo país. O consumo de carne assada que já era acentuado na região, ganhou a contribuição das massas.

Culinária

prato típico da argentina

Alfajor - É um doce apreciado por muitos, e não falo apenas dos argentinos. Hoje em dia o Alfajor está globalizado, e não há quem recuse. Trata-se de duas ou três camadas de massa assada, com um recheio de doce de leite. Por cima, é colocado açúcar de confeiteiro (na receita original), ou chocolate, como normalmente é conhecido no Brasil. Embora o mais conhecido seja a versão industrializada, o Alfajor feito em casa também é ótimo. Veja:



Arroz Portenho - O arroz é cozido com água inicialmente, e depois terminado ao leite. Após temperado com caldo de galinha, monta-se camadas com o arroz, molho de tomate, e algumas variedades de queijo: o ralado, parmesão, e a mussarela. Varia-se dependendo do gosto ou do local onde é preparado. Você pode tentar fazer o Arroz Portenho.


comida típica


Empanadas argentinas - É um prato típico de outros diversos países: Espanha, Chile, Peru, Paraguai e Colômbia. Pode-se perceber que a empanada foi trazida pelos espanhóis, influenciando diversos países da América do Sul. Com essa massificação das empanadas, hoje ela é preparada de diversas formas dependendo da região, e pode ser feita doce ou salgada. 

Podem ser assados ou fritos, e os recheios também são muitos: carne de boi, frango, milho, ou até mesmo queijo com cebola. Normalmente é muito picante e gorduroso, o que da um sabor a mais ao recheio umedecido. A receita é muito simples, e muito saborosa.

culinária


Locro - Um ensopado preparado à base de abóbora, feijão e milho. O Locro se popularizou no país, e é apreciado não só pelos habitantes mas também pela grande quantidade de turistas que chegam ao país. O prato é apreciado tanto na Argentina, como no Equador, no Peru e na Bolívia, passando pela Cordilheira dos Andes e toda faixa litoral. Aprenda a fazer esse saboroso prato.

gastronomia


Picada - Trata-se de um prato com vários ingredientes servidos em pequenas porções, e tudo junto. Podemos encontrar diversas espécies de queijo, assim como presunto, tomate, azeitona, carne, entre outros aperitivos que contribuem para formar um grande mosaico de sabores.

culinária típica

Que tal experimentar algum desses pratos com algum vinho argentino? Há melhor bebida típica do que essa para acompanhar essas comidas saborosas?

Comente e compartilhe!


Posts Relacionados:


 

Copyright © Culinária no Mundo Design by O Pregador | Blogger Theme by Blogger Template de luxo | Powered by Blogger